Como Prevenir o Envelhecimento Cutâneo

 In Rigorosos a cuidar

Dra. Joana Dias Coelho - Como prevenir Envelhecimento Cutaneo

Envelhecimento Cutâneo: Como Prevenir?

O envelhecimento cutâneo é um processo natural e contínuo, geneticamente determinado, mas que pode ser agravado por fatores externos. Sabemos que a exposição solar, o tabagismo, a poluição e uma alimentação desequilibrada levam a surgimento precoce de sinais de envelhecimento, como rugas finas e profundas, perda de firmeza e luminosidade, aparecimento de manchas solares.

O que fazer para prevenir:

– Aplicação de protetor solar e de dermocosméticos:

A utilização de protector solar diariamente, 365 dias por ano, com índice de protecção elevado é um fator importante na prevenção do envelhecimento cutâneo. Sabemos que a radiação UVA é a que penetra mais profundamente na pele (atinge a derme) e que vai a ser a principal responsável pelos sinais de envelhecimento.

A radiação UVA atravessa o vidro e para além disso, os seus níveis mantêm-se mais ou menos constantes durante o dia sofrendo relativamente poucas variações durante os diferentes meses do ano. Isto explica, porque a aplicação diária de protetor solar é fundamental, principalmente para pessoas que fazem atividades ao ar livre.

A utilização de produtos cosméticos com composição com retinóides, alfa hidroxiácidos, vitamina C e E, ácido hialurónico, entre outros, ajuda na prevenção do envelhecimento.  Os retinóides estimulam a produção de elastina e colagénio e a regeneração celular.

Os antioxidantes (como a Vitamina A, C, E entre outros) protegem a pele dos radicais livres. Ambos levam a que a pele fique mais hidratada, firme e luminosa. Devem ser aplicados sobre uma pele limpa. A utilização de um esfoliante regularmente também ajuda, porque para além de levar a uma renovação celular, também aumenta a penetração dos cremes aplicados.

– Procedimentos Médicos Minimamente Invasivos

Existem ainda vários procedimentos minimamente invasivos, como peelings químicos de acido glicólico, ácido salicílico e ácido tricloroacético, que ao provocarem uma abrasão superficial com renovação da pele, levam a uma estimulação do colagénio e redução de manchas e irregularidades.

A aplicação de botox e a realização de preenchimentos com ácido hialurónico, são também procedimentos muito utilizados para redução dos sinais de envelhecimento, como rugas profundas e remodelação do contorno da face.

Existem ainda vários Lasers com uma ação de prevenção/ tratamento do envelhecimento. O Laser Resurfacing é um procedimento em que é realizada uma abrasão superficial constituída por múltiplos pequenos pontos de abrasão. No processo de cicatrização ocorre um processo inflamatório que leva a estimulação da produção de colagénio, levando a uma pele francamente mais lisa, com menos manchas e com mais firmeza e redução das rugas finas e profundas.

Existem vários outros procedimentos, como aplicação de dermaroller, radiofrequência, luz pulsada, entre outros.

Perante tantas opções, cada caso deve ser analisado individualmente para melhor otimização de resultados.

Dra. Joana Dias Coelho
Dermatologista
Hospital da Luz
Clínica LMR

Preparar a pele