Porque precisamos de fotoproteção oral?

 In Rigorosos a cuidar

O sol é uma fonte de energia, imprescindível à vida. Os benefícios da luz solar são sobejamente conhecidos, no entanto, todos temos consciência que o sol também tem um lado pouco saudável.

Todos nós já sabemos que é vital protegermo-nos das radiações solares. Mais de 90% dos cancros de pele de tipo “não melanoma” são causados pela radiação solar (Amstrong BK; Melanoma Res Dec 1993). Apesar da nossa pele poder contar com mecanismos de defesa, muitas vezes estes não conseguem assegurar o nível de proteção suficiente, sendo assim fundamental o uso de fotoprotetores. Esta necessidade varia de indivíduo para indivíduo, em função do tipo de pele, etapa da vida, estilo de vida, sazonalidade, entre outros factores.

Para nos protegermos devemos:

• Evitar a exposição solar durante as horas de radiação mais intensa.

• Utilizar roupa adequada, chapéu e óculos de sol.

• Utilizar fotoproteção, tanto tópica quanto oral.

Mas, porque é necessária a fotoproteção oral?

A utilização correta de fotoprotetores tópicos nem sempre é fácil. Cobrir todo o corpo, repetir constantemente a aplicação, entre outros fatores, tornam imprescindível reforçar a fotoproteção para alcançar uma proteção integral e limitar o processo de fotoenvelhecimento. Por outro lado, não podemos esquecer que dentro da população há grupos de maior risco, formados por pessoas com a pele mais sensível ao sol, com maior facilidade para desenvolver manchas, com pele com rosácea ou vitiligo (perda de pigmentação) ou ainda  aquelas que tenham estado submetidas a tratamentos com fármacos fotossensibilizantes ou que se tenham submetido a procedimentos de medicina estética.

De acordo com dados da Organização Mundial da Saúde (OMS): “Entre 12 e 15 milhões de pessoas sofrem de cegueira provocada por cataratas. Segundo estimativas da OMS, até 20% destes casos podem ter a sua origem ou ter-se agravado devido à exposição ao sol. […]”. http://www.who.int/uv/publications/en/uvispa.pdf?ua=1

Esta situação poderia prevenir-se, pelo menos parcialmente, através do uso de óculos de sol homologados e da prática de fotoproteção oral.

É importante nunca nos esquecermos que a fotoproteção oral é parte integrante da fotoproteção total.