Queda de Cabelo: Mitos e Verdades

 In Rigorosos a cuidar

queda de cabelo - mitos e verdades

A queda de cabelo é um tema de grande interesse na nossa sociedade e está entre as principais preocupações de quem tem este problema.
Desde há muitos séculos que os remédios “mágicos” que prometem melhorar a calvície são comuns, bem como uma série de mitos que será interessante esclarecer.

Passemos então aos mitos e às verdades mais importante sobre a calvície.

5 Verdades sobre a Queda de Cabelo

1. Existem mais de 100 tipos diferentes de alopecia (queda de cabelo) e é necessário um diagnóstico específico para escolher o melhor tratamento.

2. A alopecia é um problema médico com tratamento eficaz, sendo o dermatologista o especialista que pode ajudar em problemas capilares.

3. A causa mais frequente da perda de cabelo é a alopecia androgenética, de origem genética e hormonal. Esta não pode ser prevenida, mas pode ser diagnosticada precocemente.

4. O tratamento médico da alopecia é eficaz para interromper o seu progresso e inclusive para obter uma melhoria de densidade capilar, mas este tratamento deve ser constante e dura alguns anos.

5. O tratamento cirúrgico da alopecia (transplante capilar) é uma técnica cirúrgica minimamente invasiva que permite a recuperação da densidade capilar de forma totalmente natural. Pode ser realizada tanto em homens como em mulheres.

5 Mitos sobre a Queda de Cabelo

1. “Os champôs são maus para o seu cabelo.”
O uso de gel, lacas, champô ou tintas não é prejudicial ao cabelo e não causa mais queda de cabelos.

2. “Se rapar o cabelo ou o cortar curto, ele ficará mais forte.”
Cortar o cabelo curtinho não o torna mais forte, uma vez que não modifica a ação da raiz folicular do cabelo.

3. “Os comprimidos para o tratamento da alopecia podem causar impotência.”
No geral, os tratamentos médicos para alopecia são eficazes e muito seguros, com risco de efeitos adversos mínimos. Consulte o seu médico e dermatologista para saber qual o melhor tratamento para si.

4. “As vitaminas previnem a calvície.”
O uso de vitaminas pode melhorar a aparência cosmética do cabelo, mas não interrompe nenhum tipo de alopecia. Por esse motivo, devem ser usadas como um complemento ao tratamento médico, mas nunca como substituto.

5. “A perda de cabelo é um problema estético que não afeta a saúde das pessoas.”
A alopecia pode ter um impacto negativo significativo na qualidade de vida dos pacientes, por isso deve-lhe ser dada toda a importância a nível médico.

Dr. Sergio Vañó Galván

O Dr. Sergio Vañó Galván é Dermatologista e Tricologista, assumindo os cargos de direcção da Unidade de Tricologia e estudo de alopecias do Hospital Universitário Ramón y Cajal, e direcção da Unidade de Tricologia e Transplante Capilar da clínica do grupo Pedro Jaén.
É ainda membro do Grupo Espanhol de Tricologia e da European Hair Research Society (Sociedade Europeia de Investigação de Cabelo), e Coordenador de Pesquisa Clínica do Serviço de Dermatologia do Hospital Universitário Ramón y Cajal, Madrid.

Conheça a nossa linha Capilares (Aconselhe-se sempre com o seu médico ou farmacêutico antes de escolher e adquirir algum produto, de forma a optar pelo mais indicado para o seu caso)

queda de cabeloantienvelhecimento